PREPARAÇÃO DO XXVI CAPÍTULO GERAL DA CONGREGAÇÃO DO SANTÍSSIMO REDENTOR.

Prezados Confrades, Estudantes, Leigos, Missionários e Amigos(as)!

Na oportunidade, apresento a introdução do Documento de Trabalho do XXVI Capitulo Geral da Congregação, enviada pelo Superior Geral, Pe. Michael Brehl. O Documento já foi enviado para todos os confrades para que conheça, estude pessoal e comunitário, afim de apresentar sugestões. Segue na íntegra, o texto introdutório do Documento de Trabalho.

“Estimados confrades, irmãs e associados leigos na missão,

No início deste mês de outubro, dedicado à missão, envio-lhes mais uma vez minhas saudações em nome de Jesus Cristo, nosso Redentor. Unidos à Igreja universal, com alegria e esperança, perseveramos em nosso testemunho do Redentor neste mundo ferido. Anexo a esta carta poderão encontrar o documento de trabalho para a Fase I do 26º Capítulo Geral, que será celebrado no nível das Conferências entre janeiro e junho de 2022. Como bem sabem, a Fase I prepara a Congregação para a celebração da Fase Canônica, que terá lugar em Roma, de 11 de setembro a 7 de outubro de 2022.

A preparação do Capítulo Geral, e deste documento de trabalho, teve início há mais de um ano, com uma consulta geral à Congregação, que no princípio envolveu cada superior (vice-) provincial e regional e seus conselhos, os coordenadores e seus conselhos, e o Conselho Geral. Essa consulta global estendeu-se depois a todos os confrades e comunidades, bem como a nossos associados leigos na missão e às religiosas que trabalham conosco. A comissão preparatória central preparou quatro vídeos com reflexões e perguntas sobre a nossa vida apostólica hoje. As comissões preparatórias de cada Unidade, por sua vez, prepararam uma síntese das respostas recebidas, que foi enviada a Roma.

O Governo Geral e a comissão preparatória central sentem-se profundamente agradecidos pela cooperação e a participação de tantos de vocês durante esse processo. A reflexão séria na qual vocês tomaram parte contribuiu em grande medida para a qualidade das respostas. A comissão preparatória central recebeu centenas de páginas de material para seu estudo e reflexão. Muito obrigado por participarem desta “caminhada sinodal” rumo ao nosso 26º Capítulo Geral.

Esse processo de consulta e a volumosa participação fizeram aflorar interrogações e preocupações muito variadas. Algumas delas devem ser tratadas no nível da Unidade ou dentro da Conferência, mas muitas outras tocam a vida Apostólica da Congregação no nível mundial. Depois de muitas reflexões e discussões, de consultas com o Conselho Geral e os coordenadores das Conferências, e considerando os contextos dentro dos quais vivemos e exercemos nosso ministério hoje, a comissão preparatória central conseguiu elaborar o documento de trabalho para a Fase I que hoje lhes apresentamos.

Conscientes de que o 26º Capítulo Geral não pode responder de maneira adequada ou realista a todas as questões e preocupações, a comissão preparatória central identificou alguns temas-chave. Esses temas constituem as áreas que o Capítulo Geral e a Congregação precisam abordar dentro do contexto de nossa participação na Missão do Redentor no mundo ferido de hoje. Na Fase I do Capítulo Geral, os delegados continuarão o processo de discernimento sobre essas questões relevantes. É importante que todos nós compreendamos que o Capítulo Geral toca a vida de cada confrade e de cada comunidade, assim como a das religiosas e dos leigos associados que compartilham de nossa missão. Por essa razão, o documento de trabalho é dirigido a todos, e não somente aos delegados da Fase I. Suas reflexões, perguntas e propostas ajudarão os delegados da sua própria Unidade a preparar-se para a Fase I em cada Conferência, enquanto juntos avançamos em nosso processo de discernimento.

Por isso, peço a todos os superiores maiores e regionais, junto com os vogais eleitos que favoreçam a reflexão e discussão sobre o documento de trabalho em cada comunidade, tarefa que deve ser realizada antes da Fase I da própria Conferência. Se for possível, encorajo os superiores e vogais a visitar pessoalmente as comunidades. Não obstante, este encontro também poderia ser organizado utilizando meios digitais. Esses encontros permitirão aos delegados refletir o pensamento de todos no processo de discernimento, enquanto os delegados da Fase I preparam a agenda para a Fase Canônica do Capítulo Geral em setembro próximo.

Enquanto vocês leem essa carta, recordamos que o Papa Francisco convocou o XVI Sínodo ordinário dos bispos, com o tema: “Por uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão”. Escreve o Santo Padre: “O caminho da sinodalidade é precisamente o caminho que Deus espera da Igreja do terceiro milênio”. E Francisco acrescenta: “É impensável uma conversão do agir eclesial sem a participação ativa de todos os membros do Povo de Deus”. O que o Papa Francisco diz da Igreja e de sua missão aplica-se também à nossa Congregação e ao Capítulo Geral. Até este momento, a participação ativa de cada um de Vocês neste processo de discernimento tem sido muito importante. Continuamos precisando de sua participação ativa para prosseguir nas próximas etapas de nosso discernimento, e poder assim responder de verdade ao chamado que o Espírito Santo faz à Congregação em nosso mundo ferido de hoje.

Que nossa Mãe do Perpétuo Socorro, Santo Afonso, São Clemente, São Geraldo, São João Neumann e todos os nossos santos predecessores da Congregação nos acompanhem nesta viagem que juntos estamos empreendendo”.
Irmão em Cristo Redentor,
Pe. Michael Brehl, CSsR. Ver menos