CONFERÊNCIA DOS REDENTORISTAS DA AMÉRICA LATINA E CARIBE

MENSAGEM DA VII ASSEMBLEIA DA CONFERÊNCIA DA AMÉRICA LATINA E DO CARIBE
Vila Marianella, 25 de setembro de 2021
"Testemunhas do Redentor, solidários para a Missão em um mundo ferido" (Tema do sexênio 2017- 2022)
Caros religiosos e religiosas, formandos, leigos e a Família Redentorista da América Latina e do Caribe.
Nós, Missionários Redentoristas da América Latina e do Caribe, Superiores Provinciais (Vice), Delegados (Vocais), representantes dos irmãos, das Missões, dos leigos redentoristas, da Comissão Canônica, juntamente com o Conselheiro Geral, Pe. Rogério Gomes; o Coordenador da Conferência, Pe. Marcelo Araújo; nos reunimos na Casa de Retiro Villa Marianella, Bogotá, Colômbia, de 19 a 26 de setembro de 2021, para a VII Assembleia da Conferência da América Latina e do Caribe.
Nosso encontro aconteceu em uma atmosfera de fraternidade, oração, comunhão, alegria, diálogo e esperança, sem esconder os medos que vivemos no processo de Reestruturação e Reconfiguração.
Queremos compartilhar com vocês o que o Espírito está despertando em nosso meio, nesta jornada de revitalização de nossa vida apostólica e missionária.
1.- Somos solidários com todos os povos da América Latina e do Caribe que sofreram e estão sofrendo a devastação da pandemia. Entretanto, neste contexto, as Unidades da Conferência não pararam, a pandemia nos fez descobrir novos horizontes de trabalho e continuamos a caminhar com mais coragem e a tomar medidas concretas para consolidar a união das Novas Unidades.
2.- Encorajados pela mensagem (via Zoom) do Padre Geral Michael Brehl, somos a primeira Conferência da Congregação a nos encontrarmos pessoalmente e estamos liderando o caminho para responder ao profundo chamado do Espírito, que nos convida a retornar às nossas raízes carismáticas, permitindo-nos ser desafiados pelos sinais dos tempos, para que possamos deixar nossos lugares de segurança e conforto (EG 20).
3.- Durante esses dias, refletimos com esperança sobre todos os passos dados nas diferentes Unidades para levar o processo adiante. Observamos com alegria que várias (Vice-) Províncias têm trabalhado, em seu próprio ritmo e realidade, sem pressa ou pausa, em projetos comuns (formação, missões, vida comunitária, sinodalidade, etc.), esperando que até dezembro de 2023 haja 7 Províncias na Conferência. Todo este trabalho nos mostra que o Plano Apostólico e o Plano de Reconfiguração são possíveis e viáveis na Conferência. É um sinal de esperança.
4.- Verificamos que as Missões de Cuba, Uruguai, Suriname e aquelas fora da Conferência (África e Portugal), são um sinal evidente da vitalidade missionária da Congregação na América Latina e no Caribe.
5.- Da mesma forma, a formação inicial e permanente de todos os Redentoristas deve nos garantir um processo de consagração e convicção missionária para buscar os mais pobres, os destinatários de nossa missão; segundo Santo Afonso e o Papa Francisco, que nos pedem para sermos uma Igreja que sai para as periferias existenciais e territoriais da América Latina e do Caribe, um continente marcado pela CONFERÊNCIA DOS REDENTORISTAS DA AMÉRICA LATINA E CARIBE injustiça, pela opressão e pelo abuso dos direitos humanos fundamentais, gerando tantos excluídos e refugiados.
6.- Na Assembleia, fomos convidados a promover e revalorizar a figura do Irmão Redentorista como sinal da vida religiosa consagrada na Congregação. Destacamos e valorizamos o trabalho da Comissão de Irmãos da Conferência.
7.- Observamos que a missão compartilhada é outro sinal de esperança para nossa Congregação com o propósito de "abraçar no espírito de colaboração na e para a missão". Reconhecemos nos Leigos Redentoristas a riqueza de nosso Carisma que o Senhor também dá aos leigos e que permite uma presença e uma palavra profética no meio do mundo". (Mensagem do XXV Capítulo Geral, n.13). Nosso corpo missionário se fortalece com o trabalho dos leigos. A missão compartilhada deve ser um eixo fundamental na reconfiguração.
8.- Todo este processo de Reestruturação e Reconfiguração requer clareza jurídica e, graças a Deus, temos a Comissão Canônica, cujas contribuições nos ajudam neste projeto. Durante esses dias, eles nos iluminaram para continuar trabalhando em diferentes realidades.
9.- Convidamos e encorajamos cada confrade, os leigos redentoristas e toda a família redentorista a se comprometerem no processo de revitalização de nossa vida apostólica e comunitária, valorizando e vivendo nosso testemunho pessoal e comunitário, colocando-nos a serviço da evangelização, num espírito de solidariedade que nos desafia a compartilhar recursos humanos e materiais para a missão do Redentor (cf. Princípios da Reestruturação, Capítulos Gerais XXIV e XXV).
No final da VII Assembleia da Conferência nos sentimos unidos e solidários com aqueles que sofrem, especialmente com nossos irmãos no Haiti. Agradecemos à Província de Bogotá pela hospitalidade recebida durante estes dias de convivência fraterna, nos sentimos em casa, assim como a todos os irmãos e irmãs que participaram através do Zoom.
Que nossa Mãe do Perpétuo Socorro, Santo Afonso, santos, beatos e mártires Redentoristas nos acompanhem em toda a nossa vida apostólica.
Fraternalmente no Cristo Redentor, participantes da VII Assembleia da Conferência da América Latina e Caribe.