Encontro de reitores de Santuários do Brasil quer discutir ação pastoral conjunta

Reitores e representantes de Santuários de todo o Brasil estarão reunidos de 06 a 10 de março, em Caeté (MG), no Santuário Nossa Senhora da Piedade para o 22º Encontro de Santuários do Brasil. Com o tema central 'Santuário: lugar de oração, cultura e serviço aos pobres', o Encontro oportuniza a comunhão e a partilha de experiências entre responsáveis por lugares que acolhem um grande número de fiéis católicos. Sob a coordenação do Conselho de Reitores de Santuários que é presidido pelo reitor do Santuário Nacional de Aparecida, a edição de 2017 vai refletir sobre as linhas de atuação dos Santuários do Brasil. “O assunto principal deste encontro será a análise das Diretrizes da Ação Pastoral e os Estatutos dos Santuários no Brasil, este documento que já existe há mais de 30 anos”, adiantou o Missionário Redentorista, padre João Batista de Almeida, reitor do Santuário de Aparecida. “Nos últimos dois anos fizemos uma avaliação e revisão destes dois documentos e agora, neste encontro em Minas Gerais vamos finalizar essa revisão. A partir destes documentos queremos discutir a nossa ação pastoral”, completou o reitor. O turismo religioso envolve quase 18 milhões de brasileiros no país. Desse grupo, uma grande parte visita os santuários católicos. De acordo com padre João Batista, os Santuários brasileiros tiveram um aumento muito significativo na sua atividade pastoral nos últimos anos e diante dessa realidade surge uma preocupação. “É sempre uma preocupação dos reitores e, sobretudo, os bispos onde há santuários, que haja cada vez mais sintonia entre o que se faz em todos os Santuários do Brasil”, assinala o reitor. O turismo religioso envolve quase 18 milhões de brasileiros no país. Desse grupo, uma grande parte visita os santuários católicos, que hoje são aproximadamente 380. Esses lugares se destacam pela intensa vivência da fé e são marcados por uma forte experiência de conversão, como destaca o Documento de Aparecida: “Aí, o peregrino vive a experiência de um mistério que o supera, não só da transcendência de Deus, mas também da Igreja, que transcende sua família e seu bairro. Nos santuários, muitos peregrinos tomam decisões que marcam suas vidas. As paredes dos santuários contêm muitas histórias de conversão, de perdão e de dons recebidos que milhões poderiam contar”, destaca o Documento. Tanto a quantidade de visitantes quanto as demonstrações de fé expressas nesses espaços são objetos de contínua reflexão para os reitores, que necessitam a partir da pluralidade do ser humano que visita os santuários, buscar evangelizar e levar a fé católica em sua totalidade, sempre com espírito de acolhida a todos. Foto de: Arquivo JS. Reitor - Arquivo JS Padre João Batista de Almeida, reitor do Santuário Nacional de Aparecida. “Há muita coisa a ser considerada, mas uma delas é essa mudança de época que estamos vivendo nesse mundo que é muito religioso e também muito secular. A partir do comportamento das pessoas no Santuário, os problemas que trazem para o confessionário, e também o que as pessoas buscam no Santuário: mais do que um compromisso religioso a satisfação de encontrar Deus, mas sem muito compromisso. Então, o grande desafio é fazer com que as pessoas despertem para um compromisso de vivência da fé”, reflete padre João ao falar sobre qual realidade mais desafia os Santuários no momento presente. Santuários reunidos em um só lugar O Santuário Nacional vai apresentar durante o encontro a criação de uma plataforma para utilização de todos os Santuários do Brasil. A plataforma será acessada por meio do Portal A12.com e vai possibilitar que cada Santuário disponibilize as suas principais informações nesse espaço. “A intenção é fazer com que todos os Santuários do Brasil tenham um lugar comum. Nesse espaço, os responsáveis poderão divulgar a história do Santuário, os serviços que prestam, etc. Outro objetivo é fazer crescer a comunhão pastoral dos Santuários. Quanto mais organizados mais comunhão entre nós. O povo de Deus também ganhará com isso, porque a organização traz uma melhoria significativa naquilo que se faz. Esse banco de dados é para conhecimento e história, mas também para provocar a necessidade dessa comunhão pastoral”, finalizou o reitor do Santuário Nacional. O evento será realizado na Casa da Padroeira de Minas Gerais, em Caeté, e no Hotel Fazenda Tauá. A programação inclui celebrações, conferências, oficinas, momentos culturais, de integração e lazer. Outras informações pelo endereço Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou telefone (31) 3269.3114. Inscrições no link: https://goo.gl/iJ0602