ASSEMBLEIA DA CONFERÊNCIA DOS REDENTORISTAS DA AMÉRICA LATINA E CARIBE

Os Missionários Redentoristas na América Latina e no Caribe (faixa geográfica que vai do México ao sul da Argentina),Superiores (Vices) Provinciais, os delegados (Vogais) e representantes dos Irmãos e Leigos Redentoristas, juntamente com o Coordenador da Conferência, Pe. Marcelo Araújo CSsR, o superior Geral, Pe. Michael Brehl CSsR e o Conselheiro Geral, Pe. Rogerio Gomes CSsR,  num total de 52 votantes, estiveram reunidos em Assembleia da Conferencia da América Latina e Caribe, em Trindade-Go, cidade-santuário do Divino Pai Eterno, Província de Goiás, durante os dias 06 a 16 de agosto corrente.

 

A finalidade da assembleia foi continuar as reflexões e os estudos sobre o processo de reestruturação, determinado pelos XXV Capitula Geral de 2016, pelo qual passa toda a Congregação, ver e aprovar um Projeto Missionário para a Conferência e um mapade reconfiguração das Unidades Redentoristas para a América Latina e Caribe, bem como as implicações e consequências que esse processo desencadeará para cada confrade, unidade e a sub-conferências.

 

Considerando que até o presente momento as Unidades Redentoristas na América Latina e Caribe estão subdivididas em três sub-conferências: URB, URSAL e URNALC, sendo 23 unidades entre Províncias e Vice-Provínciase três missões, a partir de então até o ano 2022 deverão ser reconfigurado o novo mapa das unidades redentorista na América Latina e Caribe.

No processo de reconfiguração foi apresentado três critérios para a concepção do novo mapa: 1) Geográfico, 2) Intercâmbio cutural-lingúistico e o 3) Mistos. Depois de muito trabalho em grupos, plenários, discursões, opiniões, acréscimos, reordenamento, foi aprovado por unanimidade um novo mapa da reconfiguração reduzido as Unidades Redentoristas na América Latina e do Caribe de 23 para sete (7) unidades maiores.

O novo mapa ficou reconfigurado do seguinte modo:

  • Porto Alegre, Campo Grande, Resistência, Paraguai, Buenos Airese Chile (com o Uruguai).
  • Bolívia, Peru Norte, Peru Sul e Quito.
  • São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia.
  • Goiás, Fortaleza, Recife (com Belém e Macapá).
  • Manaus, Venezuela e Bogotá (com o Suriname).
  • América Central, San Juan e Haiti (com Cuba).
  • México (com os EEUU)

 

“Uma vez assumido pela assembleia da conferência, pelas unidades e sido aprovado pelo Governo Geral, os processos de integração, diálogo, de escuta e de elaboração de propostas e visões, na perspectiva da criação das novas Províncias, as unidades implicadas deverão começar os encaminhamentos e os passos necessários para a realização dessa nova modalidade até o ano de 2022, quando tudo deverá está consolidado”.

 

Entretanto, para que essa nova realidade se concretize, tudo deverá ser encaminhado,há seu tempo, com as devidas precauções, reuniões, acordos, documentos, parcerias, ajustes, visões integradoras, participativas e processual, assembleias, capítulos, tendo como base a espiritualidade da reestruturação para a Missão e a disponibilidade missionária de cada confrade para o exercício de sua vocação missionária no serviço que lhe será/é confiado pela Congregação.

 

Que Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, a Virgem reconfigurada para ser a Mãe do Redentor, nos ajude, estimule e acompanhe em todo esse processo de reestruturação da Congregação e reconfiguração das novas unidades redentoristas.

 

 

16 de agosto de 2018.

Pe. Roque Silva, CSsR