SETEMBRO: MÊS DA BÍBLIA NA IGREJA CATÓLICA

Ciente de que a Bíblia é pouco valorizada pelos fiéis católicos, a CNBB, desde 1971 adota o mês de setembro como o “Mês da Bíblia”. A proposta é a de aproveitar o mês para incentivar os fiéis a adquirirem a sua Bíblia e organizar círculos de estudos bíblicos.
Em novembro de 1965, no final do Concílio Ecumênico Vaticano II, Paulo VI promulgou a Constituição Dogmática Dei Verbum. Nela se afirma que “toda pregação eclesiástica, como a própria religião cristã, deve ser alimentada e regida pela Sagrada Escritura”, que constitui “alimento da alma e perene fonte de vida espiritual” (n. 21). O Concílio retomou a afirmação de Santo Agostinho de que “ignorar as Escrituras é ignorar Cristo”. Por isso fez um convite aos cristãos para que se achegassem ao texto sagrado “pela Sagrada Liturgia, pela piedosa leitura e por cursos bíblicos”. Citando Santo Ambrósio, alertou para a necessidade de a leitura da Sagrada Escritura vir acompanhada pela oração, “pois a Deus falamos quando rezamos e a Ele ouvimos quando lemos os divinos oráculos” (25).
A partir do Concílio a Igreja começou a incentivar as famílias a terem a sua Bíblia em casa. Por isso, hoje já são poucas as famílias católicas que ainda não têm Bíblia. Se, por acaso alguém ainda não a possuir, pode aproveitar as promoções que as livrarias católicas fazem no mês de setembro para adquiri-la.
Ter a Bíblia em casa, não é suficiente para um cristão. É preciso também ler o que nela está escrito. E a leitura não pode ser feita da mesma forma como se lê um jornal ou um romance policial. A Bíblia deve ser lida em clima de oração e com o coração voltado para Deus, prestando atenção à mensagem que Ele nos quer passar.
Colocar em prática o que a Bíblia propõe é o grande desafio para os cristãos. Mahatma Gandhi, depois de ter lido a Bíblia se desiludiu profundamente com os cristãos que levavam uma vida em total desacordo com os ensinamentos de Jesus. Dizia ele: “Não conheço ninguém que tenha feito mais para a humanidade do que Jesus. O problema são vocês, cristãos, que não vivem o que a Bíblia ensina”.
Aproveitemos a graça do mês de setembro para criar maior familiaridade com a Palavra de Deus. Procuremos dar-lhe um lugar de destaque em nossas casas e tirar alguns minutos do dia para ler algum texto bíblico. Se tivermos oportunidade, participemos de círculos e estudos da Bíblia que várias paróquias estão nos oferecendo. Acima de tudo coloquemos em prática o que a Palavra de Deus nos propõe. A exemplo da mãe de Jesus, “que guardava tudo em seu coração”, guardemos a Palavra de Deus, meditando sobre aquilo que ela nos propõe.

Dom Canísio Klaus
Bispo da diocese de Santa Cruz do Sul (RS)

COMO NASCEU O MÊS DA BÍBLIA? 
O Mês da Bíblia surgiu em 1971, por ocasião do cinquentenário da Arquidiocese de Belo Horizonte, Minas Gerais. Foi levado adiante com a colaboração efetiva do Serviço de Animação Bíblica – Paulinas (SAB), até posteriormente ser assumido pela Conferência dos Bispos do Brasil (CNBB) e estender-se ao âmbito nacional.

OBJETIVOS
• Contribuir para o desenvolvimento das diversas formas de presença da Bíblia, na ação evangelizadora da Igreja, no Brasil;
• Criar subsídios bíblicos nas diferentes formas de comunicação;
• Facilitar o diálogo criativo e transformador entre a Palavra, a pessoa e as comunidades.

HISTÓRICO DO MÊS DA BÍBLIA
1971: A celebração do Mês da Bíblia, na Arquidiocese de Belo Horizonte por sugestão e coordenação das Irmãs Paulinas, do Pe. Antonio Gonçalves e de outras pessoas.
1976: Foram visitadas 30 dioceses de Minas Gerais e Espírito Santo propondo o Mês da Bíblia como opção de evangelização, em continuidade à Campanha da Fraternidade.
1978: O Mês da Bíblia se estendeu, oficialmente, ao Regional Leste 2 da CNBB, Minas Gerais e Espírito Santo, e a muitas outras dioceses do Brasil.
1985: Animado pelo Serviço de Animação Bíblica – SAB, o Mês da Bíblia se estendeu a todo o Brasil e a outros países da América Latina.

TEMAS DO MÊS DA BÍBLIA DE 1971 A 2017
01) 1971: Bíblia, Jesus Cristo está aqui
02) 1972: Deus acredita em você
03) 1973: Deus continua acreditando em você
04) 1974: Bíblia, muito mais nova do que você pensa
05) 1975: Bíblia, palavra nossa de cada dia
06) 1976: Bíblia, Deus caminhando com a gente
07) 1977: Com a Bíblia em nosso lar, nossa vida vai mudar
08) 1978: Como encontrar justiça e paz? O livro de Amós
09) 1979: Bíblia, o livro da criação - Gn 1-11
10) 1980: Buscamos uma nova terra - História de José do Egito
11) 1981: Que todos tenham vida! - Carta aberta de Tiago
12) 1982: Que sabedoria é esta? - As Parábolas
13) 1983: Esperança de um povo que luta - O apocalipse de São João
14) 1984: O caminho pela Palavra - Os atos dos Apóstolos
15) 1985: Rute, uma história da Bíblia - Livro de Rute
16) 1986: Bíblia, livro da Aliança - Êxodo 19-24
17) 1987: Homem de Deus, homem do povo - profeta Elias
18) 1988: Salmos, a oração do povo que luta - O livro dos Salmos
19) 1989: Jesus: palavra e pão - Evangelho de João, cap. 6
20) 1990: Mulheres celebrando a libertação
21) 1991: Paulo, trabalhador e evangelizador - Vida e viagens de Paulo
22) 1992: Jeremias, profeta desde jovem - Livro de Jeremias
23) 1993: A força do povo peregrino sem lar, sem-terra - 1ª Carta de Pedro
24) 1994: Cântico: uma poesia de amor – Cântico dos Cânticos
25) 1995: Com Jesus na contramão - o Evangelho de Marcos
26) 1996: Jó, o povo sofredor - Livro de Jó
27) 1997: Curso Bíblico Popular - Evangelho de Marcos
28) 1998: Curso Bíblico Popular - Evangelho de Lucas
29) 1999: Curso Bíblico Popular - Evangelho de Mateus
30) 2000: Curso Bíblico Evangelho segundo João: luz para as Comunidades
31) 2001: Curso Bíblico Atos dos Apóstolos, capítulos de 1 a 15
32) 2002: Curso Bíblico Atos dos Apóstolos, capítulos 16 a 28
33) 2003: Curso Bíblico Popular - Cartas de Pedro
34) 2004: Curso Bíblico Popular - Oséias e Mateus
35) 2005: Curso Bíblico Popular - Uma releitura do II e III Isaías
36) 2006: Come teu pão com alegria - Eclesiastes
37) 2007: Deus viu tudo o que tinha feito: e era muito bom - Gênesis
38) 2008: A Caridade sustenta a Comunidade - Primeira Carta aos Coríntios
39) 2009: A alegria de servir no amor e na gratuidade - Carta aos Filipenses
40) 2010: Levanta-te e vai à grande cidade - Introdução ao estudo do profeta Jonas
41) 2011: Travessia: passo a passo, o caminho se faz (Ex 15,22-18,27) com o lema “Aproximai-vos do Senhor” (Ex 16,9)
42) 2012: Discípulos missionários a partir do evangelho de Marcos
43) 2013: Discípulos missionários a partir do Evangelho de Lucas - Lema: Alegrai-vos comigo, encontrei o que estava perdido (Lc 15).
44) 2014: Discípulos missionários a partir do Evangelho de Mateus - Lema: Ide, ensinai e fazei discípulos (cf. Mt 28,18-19)
45) 2015: Discípulos e Missionários a partir do Evangelho de João. - Lema: Permanecei no meu amor para dar muitos frutos. (Cf. Jo 15,8-9).
46) 2016: “Para que n´Ele nossos povos tenham vida” e o lema “Praticar a justiça, amar a misericórdia e caminhar com Deus” (cf. Mq 6, 8).
47) 2017: “Para que n’Ele nossos povos tenham vida”. Seu lema, “Anunciar o Evangelho e doar a própria vida” (1Ts 2,8). A proposta de estudar para esse mês é a Primeira Carta aos Tessalonicenses (com apenas 5 capítulos).

ORAÇÃO ANTES DE LER A BÍBLIA
Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda e acolha tua Santa Palavra! Que eu Te conheça e Te faça conhecer, Te ame e Te faça amar, Te sirva e Te faça ser servido, Te louve e Te faça ser louvado por todas as criaturas. Faze, ó Pai, que pela leitura da palavra os pecadores se convertam, os justos perseverem na graça e todos nós consigamos a vida eterna. Amém.

Obs. Imagens da Internet